Todos iguais, porém uns mais iguais que outros. Operador do PSDB já está na rua

O operador do PSDB, Paulo Preto, suspeito de receber propina durante a gestão de José Serra teve seu Habeas Corpus concedido hoje pelo Ministro do STF Gilmar Mendes.

Menos de dois meses depois de ser nomeado diretor do Dersa (empresa responsável por obras rodoviárias de São Paulo) pelo então governador de São Paulo José Serra, em 2007, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, abriu quatro contas no banco Bordier & Cie, em Genebra. Tais contas receberam de 2007 a 2009 entradas numerosas de fundos.
Em 2017, Paulo Preto decidiu transferir tudo para as Bahamas, num valor equivalente a R$ 121 milhões, quando já era investigado pela Lava Jato.

Com informações da midianinja.org

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s